Fuja do H1N1: Veja 5 dicas que ajudam a prevenir a gripe.


Vírus Influenza tipo A/H1N1

O vírus influenza H1N1 já matou mais de 40 pessoas em todo o Brasil desde o início do ano. Delas, 38 moravam em São Paulo — a região Sudeste tem sido a mais atingida pela doença até o momento. A partir do último balanço, divulgado pelo Ministério da Saúde no dia 19 de março, foram registrados 305 casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em decorrência do vírus.

Devido a essa grande incidência do vírus influenza, médicos da Sociedade Brasileira de Infectologia indicaram cinco formas de se proteger da doença, a partir de mudanças em hábitos cotidianos:

1. Vacine-se

Os especialistas afirmaram que a vacinação contra o vírus H1N1 é essencial para se prevenir da doença. Segundo os médicos, a vacina vai ser disponibilizada pelo SUS em abril para os grupos com risco de maior complicação como o dos idosos, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, mulheres que  acabaram de dar à luz, portadores de doenças crônicas, funcionários do sistema prisional e da área da saúde. Para quem não está nos grupos de risco, é possível tomar a vacina na rede particular.

 vacina

2. Evite contato com pessoas com H1N1

É de extrema importância evitar o contato com pessoas que contraíram o vírus. Desde apertos de mão até abraços e beijos, o contato pode ser fator chave para contrair a doença. Em ambientes fechados, procure manter as janelas abertas para facilitar a circulação de ar .

pessoas

3. Lave as mãos constantemente

Lavar as mãos com água e sabão é uma medida de extrema importância para prevenir a doença. Segundo os especialistas, o uso de álcool gel também é uma forma de prevenção. Ande com um na bolsa para que a higienização seja completa. Se não for possível, faça pelo menos um dos dois procedimentos

lave as maos

4. Evite contato com o rosto após encostar em locais públicos

Evite contato com olhos, boca e nariz sempre que encostar em locais públicos como maçanetas, corrimãos, apoios do metrô e dos ônibus. Sempre que possível, lave as mãos após ter contato com esses locais .

publico

5. Mude hábitos do dia a dia 

Evite estresses, ansiedade e má alimentação. Esses comportamentos, assim como dormir pouco, ingerir bebidas alcoólicas e usar drogas, são porta de entrada para o vírus, uma vez que enfraquecem o sistema imunológico.

Mixed race doctor rubbing her temples in office

Fonte: http://noticias.r7.com/saude

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn